Outros Críticos Publicações

5 de fevereiro de 2018 /

A 8ª edição do Porto Musical ocorreu no bairro do Recife, em Recife-PE, de 1 a 3 de fevereiro, com seminários, conferências, oficinas, debates, rodadas de negócio e apresentações musicais nos espaços do Teatro Apolo, Hermilo Borba Filho, Paço do Frevo e Praça do Arsenal “Tocar, tocar, tocar.”, Kiko Dinucci na conferência CONTRAPORTO: Mainstream pra quê? Durante os três dias em que passei no Porto, senti uma espécie de ruído intermitente instalado sobre o espaço. Golpe-ruído; mercado-ruído; política-ruído; cultura-ruído; música-ruído;…

25 de janeiro de 2018 /

Apresento agora meu último texto desta série voltada à reflexão dos encontros. No primeiro, apresentei o espaço onde esses encontros podem e precisam acontecer: a rua. No segundo, mostrei uma forma: a pulsação. Aquilo que antecede o ritmo, os passos e que faz parte da nossa natureza humana. Agora trago o desafio maior, que é falar do encontro fundamental: o encontro com nós mesmos. O encontro com nós mesmos é o encontro com nossa parte interior. Muitas são as camadas…

24 de outubro de 2017 /

No último sábado, o festival No Ar Coquetel Molotov recebeu uma série de artistas e ações nos palcos e espaços montados no Caxangá Golf & Country Club, no Recife. O festival continua com novas atrações entre os dias 25 e 28 de outubro na cidade de Belo Jardim. 1. corpos cercados num território de invenção; como circo fábula ou ficção que chega a uma cidade pequena e altera a sua rota, o seu cotidiano ordinário. durante algumas horas, na passagem…

11 de outubro de 2017 /

O espetáculo “Dorinha, Meu Amor – um musical de humor e drama para teatros e cabarés” está em cartaz no Teatro Arraial Ariano Suassuna durante as quintas-feiras de outubro, mas já com ingressos esgotados. Estão em cena a cantora, compositora e atriz Isadora Melo, Juliano Holanda (Guitarra) e Rafael Marques (Bandolim). O espetáculo é uma criação de João Falcão, com direção musical de João, Juliano e Rafael. dorinha, meu amor é formado por um sutil entrelaçamento de véus. quando as…

25 de setembro de 2017 /

São inúmeros os pesares sobre a falta de diálogo entre a música produzida no Brasil e dos outros países da América Latina. Mesmo havendo ao longo dos anos vários exemplos de trocas entre artistas e produtores, há uma sensação, pelo menos de minha parte, que essa troca pudesse ser mais numerosa. No Recife, o Festival Rec-beat é quem tem programaticamente recebido em suas edições artistas latino-americanos. O processo de curadoria do festival tem incluído a ida a festivais de música…

9 de setembro de 2017 /

A turnê brasileira do disco Ape in Pink Marble, de Devendra Banhart, passou pelo Recife em sete de setembro, no espaço Catamarã, e segue para Salvador (8), São Paulo (12), Curitiba (13), BH (10) e Porto Alegre (14). A turnê acontece com shows produzidos pelo Popload Gig e pela plataforma Queremos. 1. devendra ouviu tom zé no corpo e no som. a canção “complexo de épico”, sobretudo o que está exposto na letra, é justamente o contrário do que é…

28 de agosto de 2017 /

Antonio Cícero agora é acadêmico. Será bom? Não importa. Bom é o poema Desejo: Só o desejo não passa
 e só deseja o que passa
 e passo meu tempo inteiro 
enfrentando um só problema:
 ao menos no meu poema
 agarrar o passageiro. Corta. Exterior. Dia. A missa de despedida de Michel de Certeau foi comovente, na fria manhã de inverno de 9 de janeiro de 1986. Na época, eu preparava meu doutorado. Durante a cerimônia de adeus, a pedido dele,…

27 de agosto de 2017 /

Milton Nascimento se apresentou no Teatro Guararapes, em Recife/PE, na noite de 24 de agosto de 2017. A turnê Semente da Terra continua na estrada. 1. Agora é hora de luta! Pressione os senadores e deputados pela aprovação do Decreto Legislativo 160/2017, protocolado por nosso mandato na Mesa Diretora do Senado, pedindo a suspensão do decreto de Michel Temer que extingue a Reserva Nacional do Cobre e Associados (Renca), área de 4 milhões de hectares que abrange unidades de conservação e…

16 de agosto de 2017 /

“Ninguém é perfeito e a vida é assim”: a música brega em Pernambuco (R$ 15, 190 p.), de Thiago Soares – Professor do Programa de Pós-graduação em Comunicação (PPGCom) e do Departamento de Comunicação da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), é uma oportunidade de conciliar, em uma única obra, as diversas camadas que o brega recifense e pernambucano descortina, se observado com atenção: a trajetória de artistas das periferias do Recife, sexualização, os subgêneros musicais do brega, as referências pop,…

14 de agosto de 2017 /

JUNTAR* O artista sem obras atua, em constante estudo e autodesignação, dentro de uma concepção de arte que tende a se perder quando extrapola seus limites, levando a preencher consigo mesmo nosso mundo. Trata-se de uma abordagem de arte, e de artista, que encara e manipula a tensão que engloba o trágico da vida cotidiana e suas potencialidades; que se liga à qualidade do agir humano atento às energias latentes na vida e nas relações sociais nelas imbricadas. Uma vez…

14 de julho de 2017 /

Todo país produz seus mitos e heróis. No Brasil mesmo, podemos lembrar nossa Carmem Miranda (que por sinal era portuguesa – pausa para começarmos já com humor), ou mesmo Pelé (que ainda exerce fascínio de ídolo pelo passado futebolístico). Outro dia ouvi pela rádio, em mais um engarrafamento diário no trânsito recifense) que se discutia a exumação e busca pelos restos orgânicos de Mané Garrincha (Brasil, o país do futebol… Mais risos). E nesta percepção recente de temporalidade que temos…

11 de julho de 2017 /

“Ioiô moleque maneiro vem lá do Salgueiro e tem seu valor. Ele toca cavaco, pandeiro e no partido alto é bom versador.” Os versos de Cesar Veneno, apesar de elogiosos, não dão conta do gênio de Almir Guineto. Vale a pena acompanhá-lo na “segunda” (como nos referimos à estrofe nos meios pagodeiros): “Foi num samba pra frente que eu vi um valente versar pra Ioiô Mas ele estava indecente deixando o malandro de pomba rolô.” Almir Guineto (derivação do apelido…

8 de julho de 2017 /

“No Texas” apresenta uma série de shows de músicos pernambucanos no Edf. Texas, no Pátio do Santa Cruz, resultando na gravação de programas e EPs. A estreia foi com Aninha Martins. As próximas edições serão com Projeto Sal, Juliano Holanda, Desalma, Rua e Bongar. A programação pode ser conferida na página do evento. a voz já não é o assunto principal da música de aninha martins. o corpo mobiliza as energias entre braços, pernas, olhos, tronco; velocidades e rítmicas entre…