Outros Críticos Publicações

15 de julho de 2019 /

Não boia a carniça na superfície do mar, em cujo fundo permanecem as pérolas? Excerto do “Livro das Mil e Uma Noites”1. 10:38. O sol perfazia sua inexorável jornada em direção ao zênite num céu do mais puro azul. Lá do alto, o astro-rei despejava implacavelmente sobre Olinda todo seu esplendor luminoso e parecia zombar da agonia daquelas risíveis criaturas…

Leia MaisAs Veredas do Som: Amaro Freitas Trio

15 de julho de 2019 /

“Estamos nos aproximando cada vez mais de um som-ruído”, escrevia Luigi Russolo, ainda em 1913, em seu manifesto “The Art Of Noises”. Para o pintor e compositor futurista, as máquinas da revolução industrial trouxeram com elas o ruído para o espaço sonoro: “Não somente na atmosfera estrondosa das grandes cidades, mas também no campo, que até ontem era normalmente silencioso,…

Leia MaisOcupando ruídos

15 de julho de 2019 /

“Como procurar fendas numa sociedade que se tornou um programa de computador? Como desprogramar essa máquina?”, se pergunta Leonardo Gonçalves, o Negro Leo, em entrevista ao Canal Curta! Sobre seu novo disco, Niños Heroes. A Terra parece lenta demais para o computador. Enquanto a ebulição do “mistifório das velocidades sexuais” e das “velocidades rápidas cheias de nexos policiais” proliferam fenômenos…

Leia MaisÓbvio transtornado

15 de julho de 2019 /

por Carlos Gomes. “Nascer não é antes, não é ficar a ver navios, Nascer é depois, é nadar após se afundar e se afogar.” SARGAÇOS, Wally Salomão temas e fissuras De dentro da sala pouco aconchegante do local de trabalho da personagem a quem iria entrevistar, e que tratarei, neste texto, simplesmente como Ela (pronome pessoal que muitas vezes se…

Leia MaisPorque eu é um Outro

15 de julho de 2019 /

uma crina platinada, ruído, corpo em movimento. pés, patas, animal pesado, canção músculo firme, uma cavala. mas a voz de bicho barulho é doce doce como num espelho diante das vozes, do coro de olhos e suores. – alguém há de gritar “sapata” – alguém há de cantar “rainha”. como espelhos, sim. o grito na canção popular pode ser movido…

Leia Maisluzes, luz: três ficções sobre o festival no ar coquetel molotov

15 de julho de 2019 /

“O livro da imagem” é um dos mais belos e fascinantes monumentos à “variação universal” (Tarde, Deleuze), uma tapeçaria irregular modulando quadros, músicas,  textos e filmes (“arqueologia” por Nicole Brenez), meticulosamente costurados em processo de composição e decomposição. Intensa liberação de modos e ritmos, dinâmicas e sensações. “Todas as coisas, isto é, todas as imagens, se confundem com suas ações…

Leia MaisA imagem-variação: sobre “Palavra e Imagem”, de Jean-Luc Godard

15 de julho de 2019 /

O tempo para mim significa esticar os braços o mais distante possível e sentir como cada um dos meus músculos me parte em mil pedaços, ficam dormentes, e deixar que eles apenas se movam e me joguem na cama, e me deixem sozinha, até que acabe o dia. Minha conexão com o mundo me animaliza, meu único semelhante é um…

Leia MaisTaquicardia, uma novela de Tania Mendoza

15 de julho de 2019 /

O projeto de crítica cultural Outros Críticos, idealizado pelo editor Carlos Gomes e a designer Fernanda Maia, completa 10 anos de atividades em 2018. Para comemorar essa data, lançaremos em setembro o livro O outro é uma queda (Vários Autores, Outros Críticos, 2018, R$ 35,00, p. 240), que reúne textos inéditos de Fabiana Moraes, Bernardo Oliveira, Carol Almeida, Priscilla Campos,…

Leia MaisOutros Críticos 10 anos

15 de julho de 2019 /

Foto de capa: Priscilla Buhr. Da esq. para dir. Beatriz Melo, Mabuse, Paulo Marcondes, Fernanda Maia, Carlos Gomes e Jomard Muniz de Britto. Na MauMau Galeria. Reconhecidamente distintos, Tropicalismo e Manguebeat apresentam pontos em comum em suas trajetórias na história da música brasileira. É o que apresenta o pesquisador e editor do Outros Críticos, Carlos Gomes, em seu novo livro…

Leia MaisCanções iluminadas de sol

15 de julho de 2019 /

Imagem de capa: Na rede de crianças autistas formada pelo poeta e etólogo francês Fernand Deligny, a comunicação verbal era substituída por ferramentas visuais como desenho de mapas, fotos e filmes. Uma forma de registrar e interpretar os gestos e divagações dessas crianças. Grafismos como este, indicavam por linhas a movimentação dos corpos das crianças autistas e dos adultos presentes,…

Leia MaisPequeníssimo Manual Para Sobreviventes Artistas Sem Obras

15 de julho de 2019 /

Se entendemos, como foi colocado anteriormente, que uma das grandes armadilhas da modernidade se fundamenta na dualidade corpo-mente (primeira justificativa para uma sucessão de atrocidades, que se inicia com a escravidão dos povos do continente africano e as chacinas  nas Américas, se consolida na eficiência tecnicista-genocida do nazismo e permanece ainda hoje em muitos aspectos na exploração neoliberal mundo afora),…

Leia MaisO que pode o corpo [parte II]

15 de julho de 2019 /

A 8ª edição do Porto Musical ocorreu no bairro do Recife, em Recife-PE, de 1 a 3 de fevereiro, com seminários, conferências, oficinas, debates, rodadas de negócio e apresentações musicais nos espaços do Teatro Apolo, Hermilo Borba Filho, Paço do Frevo e Praça do Arsenal “Tocar, tocar, tocar.”, Kiko Dinucci na conferência CONTRAPORTO: Mainstream pra quê? Durante os três dias…

Leia MaisContragolpe, contraporto

15 de julho de 2019 /

Apresento agora meu último texto desta série voltada à reflexão dos encontros. No primeiro, apresentei o espaço onde esses encontros podem e precisam acontecer: a rua. No segundo, mostrei uma forma: a pulsação. Aquilo que antecede o ritmo, os passos e que faz parte da nossa natureza humana. Agora trago o desafio maior, que é falar do encontro fundamental: o…

Leia MaisA Gente Se Encontra na Gente Mesmo