Tag: josé juva

28 de outubro de 2018 /

O tempo para mim significa esticar os braços o mais distante possível e sentir como cada um dos meus músculos me parte em mil pedaços, ficam dormentes, e deixar que eles apenas se movam e me joguem na cama, e me deixem sozinha, até que acabe o dia. Minha conexão com o mundo me animaliza, meu único semelhante é um cachorro preto, que late toda noite junto a seu prato, por um pouco de comida. Quando estou sozinha deixo que…

19 de novembro de 2015 /

por José Juva. “abandonar tudo. conhecer praias. amores novos. poesia em cascatas floridas com aranhas azuladas nas samambaias. todo trabalhador é escravo. toda autoridade é cômica. fazer da anarquia um método & modo de visa. estradas. bocas perfumadas. cervejas tomadas nos acampamentos. Sonhar Alto.” — Roberto Piva Estivesse vivo, Henry Charles Bukowski estaria com noventa e cinco anos – provavelmente bebendo bons copos de uísque com um pouco d’água, ganhando e perdendo dinheiro nas apostas das corridas de cavalo, vociferando…

2 de novembro de 2015 /

o artista veste máscaras – edição 9 – bimestral – outubro de 2015 DOWNLOAD GRATUITO AQUI VERSÃO IMPRESSA AQUI Expediente Edição: Júlio Rennó Projeto gráfico: Cécile Duchamp Artistas convidados: Manu Maltez / Ganjarts Jornalista responsável: Marina Suassuna (DRT 5556-PE) Textos: Carlos Gomes, Marina Suassuna e Karol Pacheco Mediação do debate: Fernanda Maia e Carlos Gomes Colaboradores: Bruno Vitorino, Fernando Athayde, Fred Coelho, Gabriel Albuquerque, José Juva e Ruy Gardnier Fotografia: Camila van der Linden Capas: “Sanguínea e carvão”, de Manu…

8 de outubro de 2015 /

A revista Outros Críticos, na edição sobre o tema “Ruínas e Cultura”, provocou diferentes autores a nos enviarem relatos sobre suas experiências com as ruínas da cidade, aquelas encontradas por acaso, ou mesmo as que nascem de suas reflexões sobre o lugar que as cidades estão ocupando atualmente, suas transformações. José Juva – Poeta e ensaísta, publicou ‘deixe a visão chegar’, ‘vupa’ e ‘breve breu’. o grande e o pequeno fiteiro do comerciante universal vendemos um poema para cada janela…

27 de agosto de 2014 /

por Carlos Gomes. Chegamos na 4ª edição da revista Outros Críticos entendendo que à música cabe muito mais. Para além da distribuição de pautas para jornalistas e colaboradores sob o guarda-chuva da música, a nossa intenção era investigar as pretensas fronteiras artísticas, o modo como a “arte” será sempre ela e outras. À medida que os artigos chegavam na caixa de e-mails (essa edição contou com seis artigos, o maior número até agora), percebemos o quão foi acertada a decisão…

9 de agosto de 2014 /

por josé juva. É difícil imaginar os percursos, recepções e desdobramentos que os textos tomarão. Muitos gatilhos podem desencadear a escrita. Outros fatores entrarão em jogo para a circulação e fruição, fatores que escapam com mais força das tentativas de orientação por parte do autor. Nunca sabemos aonde um texto vai chegar, o caminho de que olhos cruzará, quais as circunstâncias de sua recepção e leitura. Mas podemos sempre buscar novos inícios, investidas em diálogos possíveis. Os textos reunidos em…

27 de dezembro de 2013 /

por José Juva. Uma arte capaz de provocar o riso debochado, o riso de satisfação, o choro da beleza; uma arte capaz de fazer pulsar o coração da vida, atiçar o sopro da dúvida e saltar de galho em galho, comendo bananas e acolhendo as dádivas. Este é o nascimento de Macaco Encruzilhada: o início da jornada. E-book coletivo, editado e organizado pelos poetas josé juva & Leandro Durazzo. A obra reúne doze artistas, mais que uma dúzia de encantamentos,…

23 de agosto de 2013 /

“Ser um bom feiticeiro significa estar desabrigado no meio da tempestade. É viver a vida em todas as suas fases. Quer dizer ser um louco de vez em quando. Isso também é sagrado.” (CorzoCojo, feiticeiro sioux da tribo lakota) Eis uma excelente imagem capaz de funcionar como gatilho para pensarmos a figura de um curador: um desabrigado no meio da tempestade. Quando Carlos Gomes, editor desta publicação, me convidou para escrever sobre curadoria e literatura, meu primeiro pensamento foi: não…

5 de agosto de 2013 /

A música contemporânea de Pernambuco se caracteriza por apresentar diversas nuances. Algumas dessas formas são legitimadas pelas festas populares, festivais de música, editais promovidos pelo Estado, iniciativa privada e, de certo modo, pela cobertura jornalística privilegiada a alguns desses segmentos. A defesa de território é uma marca inerente à cultura do estado. No entanto, a internet trouxe à tona uma gama de criadores, seja na área artística ou crítica, que atuam de forma caótica para além do mercado oficial. Articular…

8 de abril de 2013 /

Nudistas, Luditas, Vuripas! e a poesia como vinho da visão A poesia é alumbramento, desbunde, uma entrega aos delírios do atirador de facas. A festa Nudistas, Luditas, Vuripas!, realizada pelo coletivo casa de marimbondo, ciente deste e de outros devaneios, celebra o nascimento do livro de poemas vupa, do poeta josé juva. A folia acontece no sábado, 13 de Abril, às 19h, no bairro do Janga, em Paulista, na sede do coletivo. Na ocasião, o poeta realiza leituras na primeira apresentação da banda naturalprensado, projeto de que participa e que mistura…