Tag: cobertura

29 de abril de 2014 /

por Guilherme Gatis. Completar 22 anos de existência não é fácil. O feito, em si, principalmente se pensarmos que é realizado a partir de um direcionamento alternativo aos modos de difusão e execução da música, já é motivo de respeito e celebração. O Abril Pro Rock tem uma importância histórica incontestável para a música pernambucana e brasileira, e tem na sua bagagem momentos memoráveis, seja como amplificador do movimento mangue, como marco zero dos Los Hermanos ou como principal festival…

7 de fevereiro de 2014 /

por Guilherme Gatis. Sábado passado: Raybans e Camarones Orquestra Guitarrística no Solar da Marquesa O Raybans é formada por fãs de rock oriundos de bandas de décadas passadas. Segue a escalação que eles prepararam para o último sábado: Nicola Sultanum (vocal, também membro da banda Cassady), Marcelo Gomão (guitarra, First Corinthians, Vamoz e Supersoniques), Gerardo (bateria, Badminton e Supersoniques), Djalma Rodrigues (guitarra, AMP e Cane) e Adriano Leão (Trumps). É uma banda-de-covers, mas a explosão da execução das músicas, a…

16 de dezembro de 2013 /

por Rodrigo Édipo. Sexta-feira, 13, Dezembro de 2013. O despertador aponta 5h54 da manhã, Beto olha para o teto cor de ameixa. Não se sabe quem roda, muito menos quem gira. Mas o teto está lá e ele cá. Prostrado na horizontal. Beto vira para a direita, avista um balde de plástico e dentro dele um molho alaranjado que também decora em rastros os lençóis e travesseiros. O corpo pesa e a mente vuduzada estanca teimosamente em uma só frase:…

19 de maio de 2013 /

Os leitores do Caderno C (por pouco Cê) do Jornal do Commercio, que leram a matéria de capa da edição de ontem, sabiam que o show de Caetano Veloso no Baile Perfumado iria começar às 23h30min. Para os que compraram o ingresso, estava lá escrito com todas as letras: 22h. Ambos erraram. O público esperou ao som de música brasileira com graves estourados dos amplificadores até pouco depois da meia-noite para que Caetano e a BandaCê subissem ao palco. Li…

22 de abril de 2013 /

Se fosse para tentar categorizar, a sexta-feira do Abril Pro Rock foi o dia da meiguice e da felicidade. Boa parte das atrações, tirando algumas exceções, faziam um som para cima, para cantar juntinho abraçado com os amiguinhos e, preferencialmente, com um público formado por gente que não tinha uma idade muito acima dos 21, 22 anos de idade, pois, a partir daí, já se começa a viver certas situações que maculam essa visão cor de rosa do mundo. Por…