Tag: cadu tenório

8 de janeiro de 2016 /

.Anganga, o novo trabalho do músico Cadu Tenório em parceria com Juçara Marçal, é como uma voadora de pés juntos bem na ‘caixa dos peitos’. São oito faixas criadas a partir de uma investigação conceitual que funde a experimentação sonora ao resgate de forças culturais oriundas da passagem entre os séculos 19 e 20. Devastadora, a sonoridade ruidosa do álbum evoca o transe no ouvinte, como a mão de um sacerdote católico ortodoxo que mergulha a cabeça do fiel repetidas…

24 de agosto de 2015 /

por Outros Críticos. A nova edição da revista Outros Críticos terá lançamentos com debates e apresentações musicais em Recife e Rio de Janeiro. Na Orbe Coworking (8º andar do Edf. Pernambuco), a partir das 19h, o debate será focado no tema da oitava edição, com a escritora e jornalista Fabiana Moraes, o fotógrafo e jornalista Chico Ludermir e a mediação da professora da UFPE Fernanda Capibaribe. No Rio de Janeiro traremos um panorama de todas as edições lançadas, com isso,…

25 de julho de 2015 /

por Carlos Gomes. Escrever estritamente sobre música já não é possível. Os sons, muito mais os sons, se impõem crítica, cultural e politicamente sobre a escrita. Categorias como artigo, ensaio ou resenha são diluídas, assim como as cidades que se inscrevem sobre cidades produzindo novas camadas de sentido. Raspar as superfícies delas e descobrir embaixo de sua crosta o corpo primitivo, suas histórias. São algumas horas e as ruas que deveriam dar para o Mercado de São José são o…

15 de dezembro de 2014 /

Bootleg’14 – Outros Críticos Faça o download aqui. A coletânea é organizada através de uma chamada realizada no final de cada ano. Em sua 6ª edição, a Bootleg inclui faixas extras, takes alternativos, gravações caseiras etc. Curadoria: Carlos Gomes Design: Fernanda Maia [email protected]  

12 de Maio de 2014 /

por Carlos Gomes. Dezenove anos havia vivido como quem sonha: olhava sem ver, ouvia sem ouvir, esquecia-se de tudo, de quase tudo. Ao cair, perdeu o conhecimento; quando o recobrou, o presente era quase intolerável de tão rico e tão nítido, e também as memórias mais antigas e mais triviais […] Agora a sua percepção e sua memória eram infalíveis. – Funes, o memorioso (Jorge Luis Borges) Arte e tecnologia se firmam como pontos de partida do festival Continuum, que…