Autor: Marília Santos

Mestra em Música, com área de concentração em Etnomusicologia, pela Universidade Federal da Paraíba - UFPB (2017). Graduada em Música, com láurea acadêmica, pela Universidade Federal de Pernambuco - UFPE (2014), e em Letras, pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Caruaru - FAFICA (2008). Integrou, como clarinetista, a Banda Sinfônica do Conservatório Pernambucano de Música (CPM). Foi componente do grupo Bellas Marias.

12 de agosto de 2020 /

“O corpo é um mapa cultural”Massimo Canevacci “Agir sobre o corpo é sempre um meio, de alguma forma, de agir sobre a sociedade”Patrícia Sobrinho A discussão sobre o corpo, ou melhor, sobre os corpos, em nossa sociedade está constituída sobre um alicerce fundado num estado escravocrata, com justificativas baseadas num discurso “cristão”, uma espécie de “platonismo religioso”, em que o corpo, tratado como menor, sujo, não pensante, está(va) separado da mente: o intelecto. Essa divisão fundamenta uma separação étnica, que…