A Bossa Nova é Foda – Clipe

A Bossa Nova é Foda – Caetano Veloso

Abraçaço (2012)

Direção de Fernando Young e Tonho Quinta Feira

 

“Caetano consegue, em Abraçaço, como nas canções tropicalistas, unir o comentário crítico, evocado nas letras, com a canção pop, e permite uma assimilação entre texto e som, que pode ser cantada, decorada, repetida. No entanto, o desgaste natural da reprodução que a canção menos experimental nos impõe, em Caetano, é o que nos incita a reouvir a música, não para cantá-la, dessa vez, mas com a intenção de decifrá-la. Procurar compreender a tese que Caetano defende sobre a agressividade presente na Bossa Nova não deve ser tarefa fácil. É preciso reler o tempo, mudá-lo. João Gilberto, o “bruxo”, Bob Dylan, o “bardo” e Carlos Lyra, o “magno”, são as primeiras chaves dadas por Caetano na letra da música para decifrarmos a canção.” – Trecho de artigo sobre a canção A Bossa Nova é Foda.

Categorias

Outros Críticos Escrito por:

Desde 2008 atuam desenvolvendo projetos de crítica cultural na internet e em Pernambuco. Produziram livros e publicações, como a revista Outros Críticos, além de coletâneas musicais e debates, como os do festival Outros Críticos Convidam.

Um comentário

  1. 10 de abril de 2015
    Responder

    o sentimento que a bossa nova trouxe e traz, numa sofisticação do jaz à época
    por gente de expressão, muito além do seu tempo e brasileiros
    faz lembrar o encanto com que o americano vê o mundo…
    o seu universo particular em que encontra na bossa nova
    um movimento musical surpreendente e único
    foram eles que difundiram este acontecimento chamado bossa
    para caetano, foi muito feliz a comparação do espanto
    porque é um elogio simplório
    uma espécie de declaração em meio a conversa na rua
    tomando um chimarrão dizer
    pô, a bossa nova é foda…
    sem nenhuma pretensão erudita, se precisasse
    aí sim, como ver um lyotto machida (um samuray) entre outros
    brasileiros com talentos diferentes e admiração americana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.