Tag: poesia

28 de outubro de 2018 /

O tempo para mim significa esticar os braços o mais distante possível e sentir como cada um dos meus músculos me parte em mil pedaços, ficam dormentes, e deixar que eles apenas se movam e me joguem na cama, e me deixem sozinha, até que acabe o dia. Minha conexão com o mundo me animaliza, meu único semelhante é um…

Leia MaisTaquicardia, uma novela de Tania Mendoza

14 de dezembro de 2015 /

por Outros Críticos. A seção Crítica de Boteco é um espaço de discussão sobre temas abordados na revista. Com o mote “O artista veste máscaras”, nos encontramos com o ator e pesquisador Leidson Ferraz e com os poetas e professores de literatura Fábio Andrade e Felipe Aguiar, no Café do Brejo, na Rua do Lima, em Recife-PE. A conversa teve…

Leia Maiscrítica de boteco: Fábio Andrade, Leidson Ferraz e Felipe Aguiar

19 de novembro de 2015 /

por José Juva. “abandonar tudo. conhecer praias. amores novos. poesia em cascatas floridas com aranhas azuladas nas samambaias. todo trabalhador é escravo. toda autoridade é cômica. fazer da anarquia um método & modo de visa. estradas. bocas perfumadas. cervejas tomadas nos acampamentos. Sonhar Alto.” — Roberto Piva Estivesse vivo, Henry Charles Bukowski estaria com noventa e cinco anos – provavelmente…

Leia MaisCom a alma encharcada de uísque, poemas e histórias da vida subterrânea

19 de maio de 2015 /

Se eu tivesse recebido a missão de escrever este texto até meados do século XV, provavelmente ele não seria escrito, mas sim cantarolado. E haveria grandes chances disso ser feito com base no improviso. É que naquela época a técnica da escrita ainda não havia se difundido e as novidades do mundo chegavam às cidades através dos portadores de histórias,…

Leia MaisDa oralidade à palavra cantada

12 de março de 2014 /

Faço o download aqui. por Jocê Rodrigues. O presente livro surgiu como uma vontade de nomadismo, físico, estético, territorial, ideológico e por aí vai. Construção de ideias e sentimentos itinerantes, que percorrem determinadas áreas em determinadas estações do ano. Se tivesse que dar um segundo nome a ele, certamente seria Bakhtiari – povo da antiga Pérsia (atual Irã) cuja uma…

Leia MaisLuna: o canto que também provoca maremoto

27 de dezembro de 2013 /

por José Juva. Uma arte capaz de provocar o riso debochado, o riso de satisfação, o choro da beleza; uma arte capaz de fazer pulsar o coração da vida, atiçar o sopro da dúvida e saltar de galho em galho, comendo bananas e acolhendo as dádivas. Este é o nascimento de Macaco Encruzilhada: o início da jornada. E-book coletivo, editado…

Leia MaisMacaco Encruzilhada: o início da jornada

21 de maio de 2013 /

Durante os dias 23 e 26 de maio, Recife sediará a segunda edição do Festival Internacional de Poesia do Recife (FIP).  O evento é realizado pelo Governo do Estado (Secult-Fundarpe) em parceria com a Prefeitura do Recife e o Ministério de Relações Exteriores da Argentina. A FIP receberá poetas e artistas do México, Angola, França e Argentina. Além de destacar…

Leia MaisFestival Internacional de Poesia do Recife – Ano 2

8 de abril de 2013 /

Nudistas, Luditas, Vuripas! e a poesia como vinho da visão A poesia é alumbramento, desbunde, uma entrega aos delírios do atirador de facas. A festa Nudistas, Luditas, Vuripas!, realizada pelo coletivo casa de marimbondo, ciente deste e de outros devaneios, celebra o nascimento do livro de poemas vupa, do poeta josé juva. A folia acontece no sábado, 13 de Abril, às 19h, no bairro do Janga, em Paulista, na sede…

Leia Maisjosé juva estreia na poesia com vupa