Tag: helder vasconcelos

5 de junho de 2017 /

As tradições populares surgem para atender necessidades fundamentais daqueles que delas participam. Se formatam pelos repetitivos fazeres ao longo do tempo e guardam preciosos princípios que, no meu entender, estão intimamente conectados com os princípios que regem a natureza. O que me leva a óbvia, mas também esquecida e negligenciada constatação de que nós, seres humanos, também somos natureza. Esse…

Leia MaisA gente se encontra na pulsação

21 de março de 2017 /

Boa noite pra quem chegou Boa noite pra quem vai chegar Peço licença ao senhor Dono desta casa pra poder entrar Alegria e gratidão de fazer parte desse espaço que faz um contraponto fundamental nos atuais dias de golpe da nossa nação. O que normalmente registro em palavras escritas está muito ligado ao meu movimento pessoal e ao meu momento…

Leia MaisA gente se encontra na rua

14 de fevereiro de 2017 /

Eu pensei em propor um diálogo aberto com este texto; e, por isso, eu o entendo como uma continuidade de conversas que venho tendo com diversas pessoas e a possibilidade das reflexões serem desdobradas no futuro – inclusive, repensando pontos e abrindo a alma para recuar em alguma coisa dita. Contudo, como conversa que a gente pega pelo caminho, engata…

Leia MaisSomos um terreno permeado de

4 de janeiro de 2017 /

“a arte é o que resiste, ainda que não seja a única coisa que resiste”. (“o que é o ato de criação?”, giles deleuze) primeiro movimento — eu não gostaria de catalogar os artistas em “música política”, “canção crítica” ou mesmo me pôr num “tribunal” da crítica pra limitar e colocá-los sobre a mesma seara. mas em síntese, eu penso…

Leia Maismicronarrativas dos sons lá fora

4 de agosto de 2016 /

sambador é uma outra linha de invenção na poética de helder vasconcelos. culmina agora em canções o que anteriormente o corpo falava com maior intensidade. sua expressão artística está continuamente em movimento: música, dança, tecnologias, máscaras, grupos, bandas; solo. os gêneros musicais, instrumentação, arranjos e letras se entrelaçam, ou se comunicam, como brincadeiras. “butterfly” é uma peça que chacoalha e…

Leia MaisSambador, Helder Vasconcelos

12 de novembro de 2015 /

Por Karol Pacheco. PAPANGUS… Postes mascarados, muros mascarados, fachadas mascaradas, camisetas mascaradas etc: retratos decorados da tradição carnavalesca dos papangus, velada no município agrestino de Bezerros, a 106 quilômetros do Recife. Apesar da decoração municipal e da euforia hospitaleira dos moradores da região nos dias de Momo, o que se percebe – a cada passo em direção ao foco da…

Leia MaisAdeus à pessoa

9 de fevereiro de 2015 /

por Carlos Gomes. Guerrilha, Guerrilha. Palavras dispostas assim, lado a lado, soam naturalmente repetitivas. Mas não. A da esquerda significa uma forma de guerrilha, a da direita outra. Uma está na ordem da exceção, outra da regra. Como naquele filme-ensaio de Godard sobre a cultura como regra e a arte como exceção. Os anos 1990 desentupiram as veias da cidade…

Leia MaisGuerrilha, Guerrilha